terça-feira, 10 de julho de 2012

Danças Gaúchas


Danças Gaúchas

A cultura da dança no Rio Grade do Sul é bastante influenciada pela danças espanholas, italianas e portuguesa, sendo a mais coreográfica do Brasil. Em todas elas esta presente o respeito a mulher, uma grande característica do gaúcho campeiro, porém há também danças que representam um desafio, enfatizando a agilidade, perícia e audácia do homem gaúcho.
As mais conhecidas são:

Chimarrita ou Chamané

É uma dança popular nos Açores em Portugal, e foi trazida pelos imigrantes no século XIX. Inicialmente era uma dança de pares entrelaçados, com influencia dos xotes e das valsa, atualmente os pares danças soltos, em filas e em rodas e em outros momentos usam passos de polca, dançado juntos.

Chula

É uma dança praticada apenas por homens e representa um desafio. Aqui uma vara de madeira chamada de lança, com medidas aproximadas a 4 metros é colocada no chão com dois dançarinos colocados em cada uma de suas extremidades, e ao som de gaita executam diferentes sapateados. Após cada sequencia, o outro dançarino deve repeti-la e após executar uma nova sequencia, como se fosse um duelo, vencendo assim, quem perder o ritmo, encostar na vara ou errar a sequencia.


Pezinho

É a mais simples, porém mais bela dança gaucha. Também tem origem em Portugal, na região dos Açores, porém no Brasil ganhou o som da cordiona, o que trouxe mais vivacidade e alegria. Essa dança todos os participantes cantam, obrigatoriamente, e é dividida em duas partes, onde na primeira há uma marcação com os pés, e na segunda os pares giram ao redor de si próprios, sedo tomados pelos braços. Por ter tamanha ingenuidade e ternura, caiu no gosto dos tradicionalistas riograndenses.

Valsa

Quando chegada ao Rio Grande do Sul ganhou estilo e ritmo próprio, adaptando-se aos costumes do povo gaúcho.

Chote

É uma dança bastante popular em todo Brasil, com passos marcados de um e um, dois e dois e dois e um. Porém no Rio Grande do Sul, além dos passos comuns, dançasse o chote figurando, onde não há limite de passos e figuras.

Milonga

É uma dança de origem argentina e acabou entrando no Brasil e tornando-se parte do acervo musical gaucho.

Rancheira

Tem origem árabe e chegou ao Rio Grande do Sul pela Argentina. Aqui o ritmo é muito mais vivo e a coreografia é mais saliente,

Vaneira

Tem origem em Cuba, com ritmo 2/4. Aqui no Rio Grande do Sul foi bastante usada pelos colonos italianos, sedo esse o mais amplo repertorio para bailantas, fandangos e festas gauchescas.

Bugio

É um dos ritmos mais antigos da região, onde os gaúchos dançavam com as chinas indígenas sob qualquer som musical da época. Na década de 60 foi requitado com arranjos de gaitas e letra própria, deixando de ser uma dança popular, passado a ser uma Daca de salão. Seus passos são executados em saltos de polca, porém mais compassados, quando o primeiro passo se abrir, se executa o pequeno salto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário